Sucesso Empresarial: 10 Dicas Para Escrever Um Plano De Negócios Matador

Sucesso Empresarial: 10 Dicas Para Escrever Um Plano De Negócios Matador

Escrever um plano de negócios é importante para os investidores, os credores – e principalmente, para o próprio empreendedor.

Iremos apresentar aqui dez dicas sobre o que deve-se pensar quando for escrever seu plano de negócios para convencer não só os investidores e credores, mas também ter a chance de sucesso da sua ideia de negócio.

Algumas vezes escutamos que escrever um plano de negócios é trabalhoso e tedioso, mas que no fim vale a pena! É possível ter mais organização e certezas em relação a custos e ganhos.

Porém, um plano de negócios possui uma grande questão que assombra todo fundador: será que a minha ideia de negócio é promissora?

Bom, é necessário escrever e apostar para ver descobrir a resposta. Normalmente, um plano de negócios a ser escrito possui um certo padrão: sumário executivo, descrições do produto ou serviço, avaliação do mercado, modelo de marketing, oportunidade e análise de risco e – como o ponto mais importante por último – o Planejamento Financeiro.

Isso pode soar fácil, mas na verdade é necessário um processo criativo e um bom trabalho na hora de escrever, pois os empreendedores e fundadores de suas empresas tem que provar a singularidade da sua ideia de negócio de um modo confiável e positivo para suas previsões futuras. Só assim, é possível que os bancos e credores possam examinar as idéias de uma forma que a resposta para a pergunta acima seja “Sim”.

Então, vamos ver quais são as dez dicas que poderão ajudar o empreendedor a fazer um plano de negócios atraente:

1. Use fatos como recurso de comprovação

É importante que o empreendedor coloque toda sua ideia no Sumário Executivo, de maneira que o potencial investidor que esteja lendo entenda a sua ideia, não fique cansado mas sim animados para continuar ler seu plano. Por isso, é importante explicar tudo mas de uma forma mais direta e salpicando com fatos que comprovem que aquilo pode ser sim uma ótima ideia. Por exemplo: O que pode ser alcançado com o produto que será desenvolvido, que grupos-alvo e por quais canais que os fundadores querem chegar aos seus clientes no futuro? Quem são os concorrentes que já existem no mercado e como eles se diferenciam de você ? Estas são algumas perguntas importantes para serem analisadas desde o início.

2. Cálculos, o mais real possível.

O valor de retorno dos negócios de uma empresa é a quantidade vendida multiplicado pelo preço. Um cálculo simples, com um grande impacto. No entanto, para muitos escritores, fazer os cálculos do plano de negócios já é um desafio. É sempre importante lembrar, que é

necessário trabalhar e fazer os cálculos com valores plausíveis, e o mais perto da realidade possível.

Além da previsão de receita, é necessário prestar atenção:

  • Na análise de mercado e as oportunidades de vendas,
  • Fazer uma perspectiva sobre o custo de desenvolvimento profissional x pessoal ao longo dos próximos três anos e
  • Um plano financeiro completo com a análise de fluxo de caixa.

3. Sua própria ideia mesmo que o produto/serviço já exista

Apenas copiar a ideia de uma grande empresa, é um caso perdido. Por isso, é importante e necessário achar uma solução, uma melhoria, mesmo que ainda queira copiar a ideia de algo grande que já existe. Um outro tipo de possibilidade, é criar uma chance de ganhar desses gigantes da indústria achando um ponto fraco e fazendo melhor, ou seja, inovando!

Dessa maneira também não é 100% garantido que você terá sucesso, mas já faz aumentar as possibilidades de conquistar um mercado que precisa da solução pela qual as grandes industrias de tal produto ou serviço não fornecem.

4. Combinar habilidades

No plano de negócios, os empreendedores devem sempre deixar claro quem são os fundadores da empresa, quem faz parte da equipe e quais são suas respectivas especializações e estudos. É importante informar em que campo cada um atua e determinar qual será o posto de trabalho de cada um da equipe.

No final do plano de negócios, é possível anexar documentos, ou seja, não esqueça de anexar o Curriculum Vitae dos fundadores da empresa.

5. Aceite ajuda no processo

Escrever um plano de negócios é um desafio e tanto para grande parte dos empresários. Em algumas situações, é recomendado usar os serviços de consultorias ou de ferramentas online.

Hoje em dia é possível também achar diversos cursos e treinamentos pagos ou gratuitos sobre empreendedorismo e planejamento, transformando fundadores (algumas vezes) ainda inexperientes em empresários capazes de tocar seu negócio em frente.

6. Selecione palavras fáceis

Os empresários não devem esperar que um potencial investidor conheça todas as práticas e nomes técnicos de um setor, mesmo que ele já tenha financiado startups semelhantes. Já os

credores, normalmente são mais generalistas do que especialistas. Um plano de negócios deve, portanto, ser estruturado de maneira compreensível e lógica para leigos.

Ter um glossário de palavras específicas pode ser de extrema importância para o entendimento da sua ideia ou do seu produto/serviço. Caso você precise ter um glossário, coloque-o no apêndice do seu plano, lá também pode ser incluído informações adicionais sobre algo já explicado no texto.

7. As finanças sob controle

Especialistas aconselham que o empreendedor configure diversos planos financeiros. Isso ajuda a pensar nos seguintes fatos: Como desenvolver o negócio quando tudo está indo bem? O que eu devo fazer se o começo é pior em ganhos, como equilibrar as despesas? – Construa um caso com todos os cenários possíveis (o melhor e o pior), para você como fundador estar preparado, e para mostrar aos investidores que você tem todas as possibilidades cobertas.

8. Considere emergências

Apesar da ansiedade, não se deve esquecer que aquilo é pra valer – é real. Ou seja, o que fazer se não der certo? Mesmo tendo planejado passo a passo, pode ser não tenha um futuro. É tipo relacionamento amoroso, as vezes não rola a química necessária entre você e o tipo de negócio, ou entre você e sua equipe. É sempre importante tudo estar na mesma sintonia, mesmo sabendo que problemas irão aparecer, quando é pra ser nós damos um jeito e continuamos naquele caminho certo.

No caso de considerar emergências, é quando algo não tem progresso e é necessário ter uma solução ou um Plano B.

9. Utilize exemplos e modelos

Embora o Plano de Negócios é de grande demanda e mais estruturado, os profissionais de plano de negócios recomendam utilizar os métodos de pensamento criativo como o “Modelo Canvas”. Esta técnica pode auxiliar o empreendedor a fazer um plano de negócios informativo e criativo, ou seja, juntar o conhecido modelo de plano de negócios com o modelo Canvas.

10. De coração e alma nos negócios

Além dos dados do seu plano de negócios, os investidores querem saber também sobre as pessoas por trás da ideia. Por isso, você deve se perguntar: É um de coração e alma? Estou compromissado com a minha ideia para seguir em frente mesmo em momentos de crise? Tudo isso deve ser pensado e considerado. No plano de negócios é possível colocar uma visão geral dos membros da equipe, e incluir os pontos fortes e fracos dos fundadores do negócio. Além disso, é interessante colocar em anexo fotos da equipe ou somente dos fundadores junto com o Curriculum Vitae.

 

Depois de ter em mente todos os pontos citados no texto, é hora de começar a planejar e empreender!

Autora:

Diana Morgado, 25, é formada em relações internacionais, mora em Berlim e trabalha junto com o time de internacionalização do SmartBusinessPlan, a ferramenta de plano de negócios que auxilia o empresário a ter sucesso com a organização dos seus negócios e com o planejamento financeiro completo.

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

MAIS CLIENTES PARA O SEU NEGÓCIO

Se por um lado as redes sociais são ótimas formas de se divertir, elas também são peças-chave para um marketing digital de qualidade. Não à toa, cada vez mais empresas marcam presença nas principais redes sociais de modo a conseguir mais clientes. Mas você sabe que mesmo sendo um profissional liberal você também pode se aproveitar o uso dessas redes?

BAIXE O EBOOK AGORA

By | 2017-01-02T12:00:51+00:00 31 de agosto de 2015|Empreendedorismo|