O que você quer ser quando crescer?

Essa é uma das frases que todo mundo ouviu ao menos um vez na vida.

Eu nem sei quantas vezes eu a ouvi, mas eu sei exatamente que todas as vezes que eu respondi, meus olhos brilhavam, meu sorriso brotava e uma  frase saía da minha boca como música:

– Eu quero ser Professora!

Acredito que esta é a minha essência, está na minha alma. Além disso, tem um caso que reforça a minha ideia de ser professora para sempre.

As crianças aprendem por modelagem, neurônio espelho. Elas modelam pais, professores e às vezes outros cuidadores.

No meu caso eu modelei a minha professora da terceira série, minha querida e amada “Tia Deise”. Ela explicava tão bem, tinha a voz aveludada, era tão doce em seus gestos e palavras, era esguia, linda, linda e linda! Eu queria ser igual a ela, por isso, chegava em casa e fazia tudo, exatamente tudo o que ela fazia dia após dia.

Eu passava todos os exercícios do dia no meu quadro de giz que ficava na área da minha casa, desse modo eu ia explicando as lições exatamente como ela fazia e isso me ajudava a fixar os conteúdos.

Muitas vezes eu não precisava estudar para as provas, pois ficava atenta às aulas para poder repetir tudo em casa. As aulas eram encantadoras, ou seja, eu tinha um enorme prazer em estar ali e aprender.

Depois de copiar os exercícios no meu quadro, eu ia sanar as dúvidas dos “meus alunos” no quarto da minha mãe, esses alunos eram as minhas bonecas e a tábua de passar roupa era a mesa da professora, onde eu colocava os meus livros. Eu fazia tudo como a “Tia Deise” fazia.

“Assim que você verdadeiramente se empenhar para que aconteça alguma coisa, o “como” vai aflorar por si mesmo.”

Tony Robbins

 

Gostar de ensinar

O que eu fazia na época era reforçar a minha vontade de transmitir conhecimento, não importava a quem, podiam ser meus alunos imaginários assistindo aula no quadro de giz ou as bonecas no quarto dos meus pais que eu transformava na minha escola.

Tanto é que, depois de brincar anos e anos de escola, os meus sonhos foram se tornando realidade quando nos anos seguintes eu tinha prazer em explicar algumas matérias para os meus amigos, apresentava com prazer os trabalhos na frente da turma e me articulava muito bem com os professores, amigos e funcionários da escola. Aquele ambiente me encantava e atraia o tempo todo.

Ali eu comecei a perceber que ensinar, além de ser um prazer, era também uma grande responsabilidade e, às vezes, bastante trabalhoso.

“Você é a média das pessoas com as quais você convive, portanto conviva com as pessoas que vão fazer você vivenciar seus desejos e aprenda com elas.”

 

A confirmação de um desejo e a realização de um sonho

A Formação de Professores era o único desejo verdadeiro que eu tinha no meu coração. Já no primeiro ano comecei a testar minhas habilidades dando aulas particulares; no início era para o meu primo e depois foram surgindo os alunos.

Minha mãe não gostou muito da ideia, mas depois percebeu que era isso que eu amava fazer.

A evolução era bem rápida e no segundo ano eu comecei a fazer estágio e logo depois assumi minha primeira turma – eu tinha só 14 anos – foi desafiador, mas encarei firme e forte. Foi assim até o final da formação e essa experiência foi muito importante para que eu pudesse conseguir meu primeiro emprego com carteira assinada.

– Carteira assinada nada!

Quando a diretora descobriu que eu só tinha 16 anos, não quis assinar minha carteira. Continuei inabalável e acreditando que, no momento certo, o meu sonho se realizaria.

Me dediquei bastante durante o período de “maturação” e como prometido, com 18 anos, eu consegui me tornar uma Professora completa. De carteira assinada e tudo.

“Você nasceu para vencer, mas para ser um vencedor, você tem que planejar vencer, preparar a vitória e esperar a vitória.”

Zig Ziglar

 

Voando cada vez mais alto

Passei por algumas (poucas) instituições de ensino desde então. Sempre gostei de me firmar e fechar ciclos. A busca por aperfeiçoamento era constante, na faculdade eu optei por Pedagogia e logo depois por duas especializações.

Entre uma formação e outra, veio o casamento, a primeira filha, novas experiências, novos desafios em escolas realmente grandes, o segundo filho e mais experiências novas surgiram.

A convivência com professores veio desde muito nova, como eu já te contei, mas o que eu não tinha mencionado é que muitas delas eram funcionárias públicas do município do Rio de Janeiro, e ser como elas, verdadeiramente estava no meu caderninho de sonhos há algum tempo.

Foram algumas poucas tentativas frustradas de passar nos poucos concursos que abriram naquele tempo. O mais frustrante não era o resultado e sim a dependência da (falta de) administração pública. Até hoje não me conformo com esse descaso e acredito que podemos melhorar o sistema de ensino com Professores empenhados no propósito de educar.

Finalmente passei no Concurso público para Professores do Município do Rio de Janeiro e essa experiência me fez agir rapidamente para começar a criar um ensino público diferente.

“O esforço só é expresso em recompensa, quando uma pessoa se recusa a desistir.”

Napoleon Hill

 

Educar é ser incansável

Depois que eu passei no concurso, muitas pessoas me procuraram dizendo que estavam com dificuldades nas etapas finais, pois precisavam fazer vários planejamentos e a pior tarefa seria dar uma aula para uma banca.

Por conta disso decidi criar um método para ajudar outros professores a passarem pela prova prática de aula. Me dediquei um bom tempo a esse curso e cada minuto que passei nesse projeto valeu demais, pois o índice de aprovação das minhas alunas foi de 100%.

Hoje me sinto realizada pelo fato de ter ajudado, não só as professoras a conseguirem uma vaga em uma função tão disputada, mas também por ter feito com que elas acreditem na Educação como melhor modo de melhorarmos a vida das pessoas.

“Ser professor é semear em terreno sempre fértil e se encantar com a colheita. Ser professor é ser condutor de almas e de sonhos, é lapidar diamantes.”

Gabriel Chalita

 

Vida moderna e legado

Divulgar minhas ideias em um site na internet foi outro grande desafio. A linguagem é bem diferente e manter um blog e uma Fanpage no Facebook é algo que requer muita dedicação. Nele escrevo sobre Educação Infantil e também sobre minha atual paixão que é o Coaching de Pais & Filhos.

Escrever pra vocês, leitores do Professores do Sucesso, no dia dos professores, é emblemático. É tão significativo que resolvi contar a minha história relacionada à profissão que eu tanto amo para anunciar que eu vou escrever bastante pra vocês daqui pra frente.

Saibam que cada artigo que eu publicar neste blog terá a minha essência de educadora querendo que você aproveite o máximo e assim alcance o seu Sucesso!

Espero que você tenha se identificado em algum momento com a minha trajetória. Me ajude a trilhar uma nova daqui pra frente deixando o seu comentário, vou adorar saber que parte você mais gostou.

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.”

Cora Coralina

 

Feliz dia dos Professores!

Um abraço.

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

PROSPERIDADE FINANCEIRA NA PRÁTICA

O guia "Prosperidade Financeira na Prática" vai ajudar você a se livrar das dívidas, ajustar o orçamento e conquistar prosperidade financeira.

BAIXE O EBOOK AGORA

By | 2017-10-15T12:56:57+00:00 15 de outubro de 2017|Educação, Sucesso, Sucesso Pessoal, Sucesso Profissional|