15 49.0138 8.38624 arrow 1 arrow 0 4000 1 0 horizontal https://professoresdosucesso.com.br 300 0 1
theme-sticky-logo-alt
Please assign a Header Menu.
10 de junho de 2015

Eu ERREI e AGORA?

Eu ERREI e AGORA?

Algumas pessoas não suportam viver com seus erros e passam a maior parte do tempo pensando, se tivesse dado certo ou se não tivesse errado, como seria?

Vivem reforçando tais pensamentos, alimentando estes sentimentos de tal forma que parece que estão vivendo aquele momento.

O que eu fico pensando é se, dentro deste processo de “autopunição”, sobra espaço para pensamentos positivos, para novos planos e atitudes acertivas?

Eu tenho 38 anos.

Já cometi erros que me custaram muito caro.

Já perdi empresas, dinheiro, saúde e a minha liberdade…

É claro que naquele momento fiquei triste, é óbvio que por alguns instantes fiquei em choque. Sim, eu fiquei alguns dias analisando onde errei ou porque errei novamente, mas levantei a cabeça e fui em busca do que eu queria e não daquilo que não queria mais.

Aprendi com minhas experiências e de meus clientes em consultório que viver o passado não traz nenhum benefício, apenas dor e frustração. Entenda que não estou dizendo para esquecer e viver a vida sorrindo. Tenho convicção que devemos analisar onde erramos e corrigir tais erros, mas devemos olhar para frente e nos alimentar de boas informações, de atitudes que possam nos fazer acertar.

No ano de 2000, eu fui preso.

Perdi a minha liberdade por 7 meses e 5 dias.

E só depois que saí dali é que consegui provar que foi uma injustiça o que fizeram, mas assumi a minha parcela de culpa dentro daquele processo.

Isso passou e até os dias de hoje algumas pessoas insistem em trazer este assunto a público e não me importo, nem sinto absolutamente nada, pois analisei meus erros, corrigi o que tinha que ser corrigido e aqui estou, feliz, trabalhando, construindo a estratégia de grandes empresários, ministrando cursos por toda a Europa e atendendo em consultório.

Estou bem casado, sei o que desejo da vida e, diariamente, faço de tudo para superar meus desafios.

Depois de atender centenas de clientes em consultório, tenho a certeza que todos cometemos erros. Alguns mais graves, outros mais leves, mas cometemos… Alguns insistem em continuar comentendo os mesmos erros e existem pessoas que se condicionaram a repetir alguns padrões e criam erros novos.

Mas se você está disposto a viver bem, precisa deixar pelo caminho a culpa…

Assuma a responsabilidade dos seus erros, compreenda onde falhou e como pode corrigir, mas abandone a culpa e permita-se ser feliz…

Deixe o passado no passado e insista em preencher seus pensamentos com aquilo que vai lhe ajudar a ACERTAR!

Eu fico por aqui e, de consciência tranquila, afirmo que quando você “retira” a caixinha da culpa da sua prateleira, logo tem um espaço livre para outras caixinhas e, se quiser minha sugestão, pode colocar ali a caixinha da felicidade, da saúde, da atenção, do amor e por aí vai…

Aquele abraço carinhoso e até a próxima.