Enquanto os ventos sopram

Este é um artigo de nossa convidada Inês Coelho. Ela é Coach em Luís Eduardo Magalhães – Bahia. Nesta contribuição, ela vai nos contar um pouco sobre a importância de estarmos sempre preparados.

Enquanto os ventos sopramConta-se uma história de um fazendeiro que possuía terras ao longo do litoral do Atlântico num país norte americano. Ele constantemente anunciava estar precisando de empregados. A maioria das pessoas estavam pouco dispostas a trabalhar em fazendas ao longo do Atlântico. Temiam as horrendas tempestades que costumeiramente varriam aquela região, fazendo estragos nas construções e nas plantações. Procurando por novos empregados, ele recebeu muitas recusas. Finalmente, um homem baixo e magro, de meia-idade, se apresentou ao fazendeiro.

_Você é um bom lavrador? Perguntou o fazendeiro. _ Bem, eu posso dormir enquanto os ventos sopram, respondeu o pequeno homem. Embora confuso com a resposta, o fazendeiro, desesperado por ajuda, o empregou. O pequeno homem trabalhou bem ao redor da fazenda, mantendo-se ocupado do alvorecer até o anoitecer e o fazendeiro estava satisfeito com o trabalho do homem.

Então, uma noite, o vento uivou ruidosamente. O fazendeiro pulou da cama, agarrou um lampião e correu até o alojamento dos empregados. Sacudiu o pequeno homem e gritou:

_ Levanta! Uma tempestade está chegando! Amarre as coisas antes que sejam arrastadas!

O pequeno homem virou-se na cama e disse firmemente:

Não, Senhor! Eu lhe falei: eu posso dormir enquanto os ventos sopram.

Enfurecido pela resposta, o fazendeiro estava tentado a despedi-lo imediatamente. Em vez disso, ele se apressou a sair e preparar o terreno para a tempestade. Do empregado, trataria depois.

Mas, para seu assombro, ele descobriu que todos os montes de feno tinham sido cobertos com lonas firmemente presas ao solo. As vacas estavam bem protegidas no celeiro, os frangos nos viveiros, e todas as portas muito bem travadas. As janelas bem fechadas e seguras. Tudo foi amarrado. Nada poderia ser arrastado!

Somente então, o fazendeiro entendeu o que seu empregado quis dizer e retornou aliviado para sua cama para também dormir tranquilamente enquanto o vento soprava forte.

(texto adaptado da Coletânea de Histórias de Wagner Luiz Marques- Mestre e Doutor em Ciências da Educação / Cianorte-PR)
 

Gosto muito desta história! Acho que nos inspira de maneira distinta da maioria das histórias motivadoras que conhecemos. Vejo que se presta muito bem para nos despertar a consciência de que é importante estarmos sempre preparados e atentos para o que der e vier.

Esta preparação pode ser espiritual, mental, física e material. Com certeza isso está diretamente ligado à nossa visão e desejo de estar precavido, seguro e em constante progresso nas diversas áreas de nossas vidas.

No processo de coaching, algo que identificamos com frequência juntamente com o cliente, é que, exatamente esta tranquilidade, ou melhor, a falta dela, é que se mostra como uma das principais causas de estresse. A sensação de não estar colaborando com sua comunidade, não estar preparado para galgar melhor posição profissional, não ter controle e/ou uma reserva financeira, não estar em contato com a sua essência divina ou praticando sua crença religiosa, não sentir-se bem com sua imagem para um possível encontro profissional ou amoroso, são questões bem peculiares que costumam encabeçar uma lista de queixas.

Agora uma ótima notícia! A simples constatação de que estamos agindo para assegurar o bem estar nosso, de nossa família e de nossa comunidade gera por si uma sensação ímpar de tranqüilidade e realização. Ou seja, para o estresse ir embora totalmente não é preciso, por exemplo, que a pessoa tenha se tornado um líder comunitário, tenha terminado o MBA e esteja falando fluentemente outro idioma, tenha uma gorda poupança no banco, tenha atingido o nirvana, se tornado um líder religioso, emagrecido todos aqueles quilinhos. Para ficar tranquilo é preciso tão somente ter um plano e estar, de fato, fazendo algo a respeito. No caso da reserva financeira, basta, por exemplo, estar depositando no banco uma pequena quantia periodicamente, por menor que seja.

Pense a respeito: Qual o seu plano? O que, de fato, precisa começar a fazer para poder “dormir tranquilamente enquanto os ventos sopram”?

“Visão sem ação é sonho. Ação sem visão é pesadelo.

Sonhar e agir garantem o bom dormir”

Provérbio Chinês

Uma excelente semana a todos!

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL

Neste e-book você terá acesso às melhores práticas para se planejar financeiramente. Do controle de contas a aprender como entender e controlar as despesas fixas e variáveis, passando por como definir prioridades e identificar gastos supérfluos, que podem comprometer o orçamento.

BAIXE O EBOOK AGORA
By | 2017-01-02T12:07:14+00:00 20 de agosto de 2012|Coach, Convidados|