Elimine esses 7 hábitos que destroem seu orçamento doméstico

Crossed fingers

Manter o orçamento doméstico em dia não é tarefa fácil, principalmente quando existem dificuldades de se livrar de alguns hábitos prejudiciais para a economia e administração correta das finanças pessoais. Por exemplo, você costuma deixar para o final do mês para depositar algum dinheiro na poupança ou nos seus investimentos? Já percebeu que raramente a meta orçamentária inicial é cumprida? Pois então!

Confira a seguir alguns hábitos bem problemáticos que destroem seu orçamento doméstico e aprenda a eliminá-los agora mesmo!

1. Deixar para economizar apenas no final do mês

Um orçamento doméstico minucioso prevê também metas de economia. Seja ela uma quantidade fixa todo mês ou uma porcentagem da sua renda, é sempre importante ter uma meta de economia em seu planejamento financeiro. Mas qual é o melhor momento para aplicar esse dinheiro? Assim que você recebe!
Não deixe para investir e guardar suas economias no final do mês, porque isso cria a ilusão de que você tem mais dinheiro do que o planejado na conta-corrente. Aproveite para aplicar logo que receber seu salário ou outra fonte de renda.

2. Esquecer-se de anotar alguns gastos básicos do dia a dia

Para manter um orçamento doméstico realista, é preciso ter noção exata de quais são seus gastos. Não adianta chegar ao final do mês sem saber onde foi parar parte de seu dinheiro. Para colocar isso em prática, tenha um bom controle de tudo que sai do bolso, independentemente de ser por meio do cartão de crédito, do cartão de débito, ou em dinheiro. Anote e mantenha o controle de todos esses gastos em seu dia a dia.

3. Priorizar bens supérfluos em vez de bens de primeira necessidade

Não tem jeito, sempre acabamos preferindo alguns supérfluos em vez de nos concentrarmos na compra de bens de primeira necessidade. Não que isso comprometa a compra desses bens mais importantes, mas isso atrapalha seu orçamento financeiro, já que será mais fácil estourar seu planejamento dessa forma. Para não cair nessa armadilha, procure criar o hábito de se perguntar se realmente precisa de um bem antes de realizar sua compra. Isso pode diminuir muito seus gastos excessivos.

4. Não ter um relatório de controle financeiro e orçamento doméstico

É imprescindível que você mantenha um relatório de controle financeiro hoje em dia. E você pode utilizar a tecnologia a seu favor nessa tarefa, com aplicativos e programas como o Organizze, que fazem isso automaticamente para você. É possível classificar seus gastos de acordo com cada espécie, estabelecer metas de economia e gastos, elaborar relatórios orçamentários, identificar automaticamente seus gastos, entre outras funções. Assim, você tem noção exata de como tem sido administrado seu dinheiro.

5. Parcelar e financiar suas compras

Acredite: quanto menos você parcelar e financiar suas compras, mais organizado e sob controle estará seu orçamento doméstico. Quando você divide uma compra em várias vezes, por menor que seja seu valor, estará comprometendo uma renda futura com a qual não sabe se poderá contar. Imagine que ocorra um imprevisto e você perca seu emprego. Como fazer? Por essa razão, evite ao máximo utilizar cartões de crédito e outras formas de parcelamento. Prefira compras à vista, nas quais é possível pedir desconto, e
somente financie compras quando for extremamente necessário (compra de um automóvel ou da casa própria, por exemplo).

6. Deixar de definir metas financeiras

De nada adianta controlar gastos e acompanhar suas despesas se você não estabelecer algumas metas para seu orçamento doméstico. As metas servem como forma de incentivo para você atingir seus objetivos financeiros, por isso é importante que elas sejam ao mesmo tempo atingíveis e ambiciosas. Por exemplo, é possível criar metas de economia (comece com algo como 10% a 15% de sua renda mensal), metas de gastos totais com lazer e entretenimento, metas de aumento de renda (para empreendedores individuais, freelancers e profissionais liberais, essa é uma ótima ideia — veja mais dicas aqui ), entre outras coisas. O importante é você estabelecer objetivos para atingir em seu orçamento.

7. Perder o controle financeiro nos momentos de lazer

Aprender a dizer “não” e ter disciplina para seguir o orçamento doméstico são alguns dos principais desafios de quem precisa colocar as finanças em dia. Como fazer isso? Comece estabelecendo um número máximo de saídas por semana, bem como o gasto total que você poderá ter nessas saídas.

Aprenda também a escolher opções mais econômicas, como festivais ao ar livre, teatros, shows públicos, etc. Basta pesquisar aquilo que mais te interessa e você verá que há sempre opções de baixo ou nenhum custo em sua cidade.

Que tal seguir essas dicas e colocar suas finanças em dia? Aproveite também para deixar aqui seus comentários e sugestões sobre como lidar com esses hábitos!

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

PROSPERIDADE FINANCEIRA NA PRÁTICA

O guia "Prosperidade Financeira na Prática" vai ajudar você a se livrar das dívidas, ajustar o orçamento e conquistar prosperidade financeira.

BAIXE O EBOOK AGORA
By | 2017-01-02T14:02:56+00:00 21 de dezembro de 2016|Educação Financeira, Sucesso Financeiro|