Como ter uma memória mais rápida

Como ter uma memória mais rápida

Nesses anos de estrada como pesquisador e mnemonista profissional, tive a oportunidade de entrevistar muitos estudantes que declaravam ter o raciocínio lento e, pasmem, muitos professores também. Mas não deveria ser assim.

Pensar rápido, encontrar em milésimos de segundos a palavra certa para formar uma oração perfeita, deixar fluir livremente os pensamentos, articular as melhores idéias para a composição de um texto durante uma redação, desfrutar de uma memória instantânea, tudo isso proporciona uma grande vantagem competitiva para o estudante de alto desempenho.

Numa breve comparação, a memória é como uma sopa de letrinhas. Muitas mães preparam esse prato para auxiliar os filhos no processo de alfabetização. Mas o que acontece quando uma das mães se esquece de mexer a sopa que está no fogo?

A água seca e o macarrão queima, grudando no fundo da panela. Da mesma forma, o que ocorre com a pessoa que não estimula a própria memória. Ela fica lenta e o raciocínio, assim como o acesso ao conhecimento, torna-se difícil.

A memória utilizada com frequência se torna rápida e eficiente. Quanto mais a usamos, melhor ela fica. E você sabe qual é o exercício ideal para estimular a memória?

Qualquer um que seja capaz de ativar as lembranças existentes. A redação encabeça a lista de atividades eficientes no desenvolvimento da memória.

Escrevendo, não importa sobre que assunto, você aciona arquivos até então em desuso. Quando eles vêm à tona, diversos tipos de memórias são fortalecidas.

Curso de Memorização

Muitos estudantes do meu Curso de Memorização se queixam de estudarem matérias que nunca serão utilizadas por eles no futuro. Ao realizarem essa falsa dedução, eles perdem uma importante chance de estimular regiões do cérebro envolvidas no conhecimento.

Mesmo que nenhum deles nunca venha a utilizar aquelas informações na vida, o fato de dominar o exercício desenvolve mais a sua inteligência e rapidez.

Nos campeonatos de memória, geralmente realizados no oriente, os competidores são obrigados a memorizar uma grande quantidade específica de informações em categorias como nomes, palavras, números, cartas de baralho e outras informações memorizáveis.

O juiz da prova sabe que todos eles têm condições de memorizar, mas quem receberá o troféu? Naturalmente, o candidato que terminar primeiro, ou seja, que memorizar mais rápido.

Não seria exagero aceitar a tese de que se não houvesse prazo para terminar o campeonato, qualquer pessoa conseguiria completar a tarefa mesmo que, para isso, demorasse um ano inteiro.

Todo estudante que se empenha está destinado a ser aprovado. Ele pode prestar o mesmo processo seletivo inúmeras vezes, uma hora ele vai atingir o objetivo, o importante é não desistir.

O indivíduo que estuda e faz revisões constantemente é o que possuí a memória mais rápida e, consequentemente, será aquele com mais chances de ser aprovado na sua primeira tentativa. Aqueles que não possuem a mesma disciplina para o estudo reprovarão algumas vezes, certamente, mas passarão.

O esforço é fundamental

Nos concursos, todos aqueles que realmente se esforçam conquistam uma vaga. Entretanto, recebe elogios e são admirados aqueles que conseguem mais rápido, que não perderam tempo, que fizeram o dever de casa.

Estudantes que brilham são aqueles que utilizam as melhores técnicas de memorização que os fazem aprender mais rápido e com qualidade.

Se você quiser aprender técnicas de estudo e memorização para tornar-se um estudante mais eficiente, conheça o nosso curso de Estudo e Memorização.

Tenha sempre ótimas lembranças,

Renato Alves – Recordista Brasileiro de Memorização

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

ADICIONE 3 HORAS LIVRES AO SEU DIA

Descubra as três atividades simples para colocar em prática ainda hoje e fazer seu dia render muito mais.

BAIXE O EBOOK AGORA

By |2018-05-27T22:10:05+00:0018 de dezembro de 2015|Produtividade|