Como escolher uma carreira que me satisfaça pessoal e profissionalmente

Escolher uma carreira não é tarefa fácil para ninguém. É preciso conciliar interesses pessoais e profissionais, relacionamento com amigos e familiares.

E quando encontramos uma carreira que chama a nossa atenção, muitas vezes há algo de que não gostamos para considerar também.

Seria muito bom se existisse um teste vocacional onde nós respondêssemos algumas perguntas e conseguíssemos um resultado definitivo e certeiro.

Pronto, nossa carreira estaria escolhida! Mas, infelizmente não é assim que funciona.

Os testes até podem nos dar algum direcionamento, mas a decisão final cabe a nós mesmos, com direito a erros e acertos.

O caminho para escolher uma carreira

Todos nós seguimos algum caminho na vida.

Alguns com paisagens mais bonitas, outros mais compridos e cheios de curvas, com Sol ou com chuva, seja lá como for, os caminhos que percorremos representam a nossa passagem pela vida e o modo como lidamos com cada uma das situações.

Escolher uma carreira é estar atento ao caminho.

Olhar para trás e ver o que já foi percorrido, quais foram as decisões que tomamos e como lidamos com as dificuldades.

Feito isso, devemos saber qual o nosso destino. Para quem não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve.

Como juntar os interesses

Precisamos olhar para nós mesmos e descobrir o que realmente importa para a nossa vida. O que eu gostaria para mim? Seguir uma carreira internacional?

Ter mais tempo para cuidar dos filhos? Trabalhar durante o dia? Ter uma jornada reduzida? Um salário maior?

Muitas são as opções, mas para escolher uma delas, talvez tenhamos que abrir mão da outra.

Se eu sou do tipo que prefere passar mais tempo com a minha família, ter filhos e chegar mais cedo em casa, pode ser difícil pensar em uma carreira de um alto executivo que vive em reuniões que nunca têm hora para acabar, muitas viagens e tempo a disposição da empresa.

Como escolher então? O segredo é descobrir o que realmente nos motiva. Vejamos alguns fatores a considerar:

  1. Gosto de desafios?
  2. Prefiro um emprego previsível, com rotinas claras e definidas?
  3. Quero ser o meu próprio chefe e fazer meus próprios horários de trabalho?
  4. Quero ajudar pessoas?
  5. Tenho preocupação com o meio ambiente?
  6. Gosto de gerenciar pessoas? Supervisionar equipes?

Ao fazer essas perguntas, além de conhecer a nós mesmos, também estamos buscando uma empresa que tenha os mesmos objetivos que os nossos.

Já pensou como seria difícil para alguém que tem fortes opiniões sobre preservação ambiental trabalhar em uma empresa que não respeita as leis de reflorestamento?

Influência da família

É certo que a família exerce uma influência muito forte sobre as nossas decisões.

Mesmo quando não existe uma imposição por parte dos pais, como era muito comum antigamente, às vezes nos acomodamos e decidimos seguir o caminho que parece ser o mais fácil.

Por exemplo, é muito provável que eu queira estudar direito se na minha família alguém já tiver um escritório de advocacia montado.

Se essa for a minha vocação, não há problema algum, principalmente porque facilita a inserção no mercado, até mesmo fazendo a gestão daqueles que já são clientes da família.

Por outro lado, estar em na carreira errada gera desmotivação.

O mesmo acontece quando pensamos somente no dinheiro. De nada adianta buscarmos um diploma de engenheiro se não é o que gostamos de fazer.

Quem escolhe a carreira dessa forma, além de passar a vida inteira frustrado por não ter feito o que queria, provavelmente será um profissional medíocre, sem grande reconhecimento.

Os erros fazem parte do aprendizado

Como é que vamos saber se fizemos a escolha certa se nunca tentarmos? Não tem como! Por isso que aprender é cometer erros também. Ninguém pode se culpar por começar uma carreira e mais lá na frente descobrir que talvez tenha feito a escolha errada.

Portanto, caso você descubra no meio do caminho que está na carreia errada, basta levantar a cabeça, aprender com os erros e seguir em frente.

Sim, pode ser preciso muita coragem para recomeçar, mas é da nossa vida que estamos falando e não podemos delegar essa tarefa para mais ninguém.

E você já pensou na sua carreira? O que é mais importante para você? Deixe seu comentário!

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

MAIS CLIENTES PARA O SEU NEGÓCIO

Se por um lado as redes sociais são ótimas formas de se divertir, elas também são peças-chave para um marketing digital de qualidade. Não à toa, cada vez mais empresas marcam presença nas principais redes sociais de modo a conseguir mais clientes. Mas você sabe que mesmo sendo um profissional liberal você também pode se aproveitar o uso dessas redes?

BAIXE O EBOOK AGORA

By |2018-06-10T21:35:51+00:0016 de setembro de 2017|Carreira|