Como conseguir a cooperação voluntária das pessoas?

Como conseguir a cooperação voluntária das pessoas?

Talvez este seja um dos principais desejos de todos os empresários e líderes do mundo atual.

Com certeza, o termo “Relacionamento Humano” não é comum durante os almoços de executivos, gestores e líderes. No lugar desse assunto, sempre estão na pauta metas, objetivos, facilitadores, patrocinadores, atrasos, 15 mil e-mails na caixa de entrada etc.

A única coisa que os líderes esquecem é que todas as metas e objetivos corporativos deverão ser realizados por PESSOAS. Logo, é muito importante desenvolver o Relacionamento Humano. Concorda? Então, por que tão poucos o fazem?

Isso é tão verdade que podemos contar nos dedos as pessoas que conhecemos que executam bem esta arte.

Geralmente temos a tendência a acreditar que os outros são pagos para fazer um trabalho e, logicamente, o devem fazer. A única coisa que nos esquecemos de pensar é que, se a outra pessoa fizer o trabalho com empenho e qualidade, a quantidade de problemas DIMINUI MUITO.

Veja abaixo doze itens para te ajudar a conseguir a cooperação voluntária das pessoas:

1) Evite discussões – a única maneira de ganhar uma discussão é evitando-a. Uma discussão é 90% emoção e 10% bobagem. Um profissional maduro evita discussões;

2) Respeite a opinião do outro – nunca diga: “Você está errado!”. Evite deixar as pessoas na defensiva. Isso diminui o canal de comunicação. Simplesmente pergunte porque a pessoa pensa assim. Leia 7 Dicas para fazer perguntas poderosas ;

3) Reconheça seu erro – se estiver errado, reconheça o seu erro rápida e enfaticamente. Isso desarma conflitos e abre canais de comunicação;

4) Seja amigável – comece de uma maneira amigável. Senão, fica quase impossível conseguir a adesão das pessoas ao nosso modo de pensar;

5) Consiga muitos “SIM” – consiga que a outra pessoa diga “sim, sim” imediatamente. É importante começar concordando com alguma coisa. Aí, as ideias desafiadoras serão aceitas mais facilmente;

6) Ouça com atenção – deixe a outra pessoa falar durante boa parte da conversa. Além compartilhar a informação, a pessoa também poderá cooperar;

7) Dê a lâmpada para o outro – deixe que a outra pessoa sinta que a ideia é dela. O que está certo e não quem está certo é o que importa. Seguindo este princípio, desenvolvemos a confiança e a vontade do outro de compartilhar ideias e fortalecer a equipe;

8) Veja o ponto de vista do outro – procure honestamente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa. O ponto de vista do outro se baseia em sua percepção da situação e pode ser mais claro que o nosso ponto de vista. Aprenda o possível com outros pontos de vista;

9) Seja simpático – seja receptivo às ideias e desejos das outras pessoas. Ser compreensivo e simpático às ideias é um meio seguro de manter abertos os canais de comunicação;

10) Apele para os mais nobres motivos – a maioria das pessoas vai se empenhar pelas ideias e pelos objetivos mais nobres da empresa se souberem o seu papel numa situação em particular;

11) Dramatize – dramatize suas ideias. Uma ideia naqual você acredita DEVE ser apresentada de uma maneira especial. Use uma abordagem criativa para ajudar a vender suas ideias. Leia O poder de uma boa história;

12) Lance um desafio – a maioria de nós tem um lado competitivo. Desafiar os outros à ação produz, com frequência, resultados inesperados e positivos.

Vivemos num mundo onde o relacionamento humano foi deixado de lado. As pessoas querem saber apenas dos resultados e não mais em como produzir o melhor resultado. Para isso abrem mão do ativo mais importante das empresas: as PESSOAS.

Antes de desenvolver um novo projeto, reveja esta lista e veja como você pode aplicar pelo menos três dos doze itens apresentados acima. Como você imagina que o projeto seguirá? Quais benefícios você acredita que vai colher ao fazer isso?

Fazer sempre a mesma coisa e esperar por resultados diferentes é LOUCURA.

Forte Abraço,

André Cruz

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

MAIS CLIENTES PARA O SEU NEGÓCIO

Se por um lado as redes sociais são ótimas formas de se divertir, elas também são peças-chave para um marketing digital de qualidade. Não à toa, cada vez mais empresas marcam presença nas principais redes sociais de modo a conseguir mais clientes. Mas você sabe que mesmo sendo um profissional liberal você também pode se aproveitar o uso dessas redes?

BAIXE O EBOOK AGORA

By | 2017-01-02T12:07:18+00:00 31 de julho de 2012|Relacionamento Humano|
  • Josielda De Souza Carvalho

    Princípios de Cooperação Dale Carnegie!