Você está rico. Agora você é feliz?

felizes vendedores de cachorro quente

Como um vendedor de cachorro quente pode ser mais feliz que um empresário super bem sucedido?

Se você tiver correndo atrás da felicidade como consequência de ganhar muito dinheiro em alguma coisa ou ter estabilidade em um emprego público? Se você está pensando que será mais feliz quando tiver um milhão em investimentos, um bom carro, e um apartamento de frente para o mar?

E trabalha por isso.

Sinto te dizer, mas você jamais será feliz. Essas razões estão confundindo eventualmente seu motor motivacional. E você pode, talvez, nunca chegar onde sempre sonhou.

O artigo de hoje não poderia ser sobre empreendedorismo, quando vejo gente querendo comprar coisas muito caras, ou alcançar certo status para se tornarem felizes.

Há dias atrás, conversando com uma amiga, ela me revelava o que a faria feliz: “ter um apartamento de frente para o mar”.

Isso não tem nada a ver com felicidade! Dá até pena dessa alma.

Para exemplificar o que vou explicar, usarei uma parte do Livro Satisfação Garantida, a história de Tony Hsieh, presidente da Zappos.

Olhe que incrível: com somente 23 anos ele já tinha se tornado milionário ao vender sua empresa, a LinkExchange, para a Microsoft por U$265 milhões!

Ele chegou lá. Estava rico. Torrava toda a grana com todo tipo de prazer que qualquer um sonha: muitos amigos, cruzeiros, festas, um prédio inteiro com muita diversão e até restaurantes e cinema particulares,

Mas, diante daquilo tudo, percebia que sua vida estava apática.  Nada daquilo representava, sucesso ou felicidade. Apesar daquilo tudo, ele continuava buscando ser feliz.

Atente para o que aconteceu, segue um trecho do livro:

 “Fiz uma lista dos períodos mais felizes da minha vida e percebi que nenhum deles envolvia o dinheiro. (…) Percebi que construir coisas e ser criativo e inventivo me fazia feliz.”

“Pensei na facilidade com que todos nós passamos por uma lavagem cerebral em nossa sociedade e nossa cultura para parar de pensar e apenas assumir por padrão que mais dinheiro é igual a mais sucesso e mais felicidade, quando felicidade é realmente apenas viver a vida.”

“Percebi que estava ali, perdendo meu tempo, desperdiçando minha vida (…). As pessoas pensavam que eu era louco de desistir de todo aquele dinheiro, mas tinha escolhido ser verdadeiro para mim mesmo (…).”

 

 “Havia decidido parar de correr atrás do dinheiro e começar a correr atrás da paixão.”

 

Pois é. Já parou para monitorar seus sentimentos antes e depois de adquirir alguma coisa com a qual sonhava, por exemplo um Iphone, um carro, uma casa?

Sempre comento com as pessoas sobre o Artigo do coach Marcelo Felippe: ser, fazer e ter.

A questão é que “ter as coisas”, seja ter um salário maior, ter um emprego estável, ter uma casa própria, ter um super carro, traz, no máximo, euforia.

 

Conquistar coisas é como desejar doces, você se sacia e depois enjoa. Aí procura o próximo doce.

 

Tenho muitos amigos que tem ótima renda, ótima condição familiar, carros, viajam o mundo e estão infelizes. Completamente perdidos.

E também tenho funcionários que estão sempre sorrindo “por nada”, não tem vergonha da humildade. São mais equilibrados que meus colegas endinheirados.

“Eu não quero ser pobre nem rico. Mas quero ser feliz? O que tenho que fazer?”

 

Como um humilde rapaz, dono de um loja de cachorro-quente pode ser mais feliz que o rico cliente que ele atende todo dia?

O humilde rapaz trilhou seu caminho pelo “ser”, enquanto o rico cliente, como prova do seu sucesso e para afagar seu ego, busca, a cada dia mais, “ter”.

 

Ou seja, siga “você”. Faça o que tem paixão. Busque “ser”.

Sua felicidade esta ao alcance de uma mudança de atitude somente. Acredite em mim, que já conquistei algumas coisas e inspiro amigos e familiares. Senão, acredite no Hsieh, do alto de sua autoridade de U$265 milhões.

 

Agora responda: pelo que você tem paixão? O que você gostaria de ser?

 

A evolução é coletiva. Ninguém vence sozinho. Se considerar esse conhecimento relevante, compartilhe com seus amigos.
Superar-se sempre. Avançar sempre. Rumo aos objetivos.
Agradeço a atenção dispensada.Nos encontraremos no sucesso.

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

MAIS CLIENTES PARA O SEU NEGÓCIO

Se por um lado as redes sociais são ótimas formas de se divertir, elas também são peças-chave para um marketing digital de qualidade. Não à toa, cada vez mais empresas marcam presença nas principais redes sociais de modo a conseguir mais clientes. Mas você sabe que mesmo sendo um profissional liberal você também pode se aproveitar o uso dessas redes?

BAIXE O EBOOK AGORA

By | 2017-01-02T12:03:26+00:00 31 de julho de 2014|Autoconhecimento, Empreendedorismo, Sucesso|
  • HELIO RIBEIRO

    REALMENTE O QUE ACABEI DE LER É A PURA VERDADE, TANTO É VERDADE QUE COMO DIZ A BÍBLIA, NU VIEMOS DA TERRA E NU VOLTAREMOS PARA LÁ. ISSO JÁ ACONTECEU COMIGO TAMBÉM TENHO UM MERCADO NO BAIRRO DA CIDADE E ERA LOUCO PRA COMPRAR O TERRENO DOS FUNDOS DO MERCADO PRA UMA EVENTUAL AMPLIAÇÃO, QUANDO COMPREI O TERRENO QUE NA ÉPOCA VALERIA EM TORNO DE R$ 70.000,00 ACABEI PAGANDO R$ 253,000,00 ACHANDO QUE SERIA MAIS FELIZ, INFELISMENTE FOI AO CONTRÁRIO, ME BATEU UM FAZIO PORQUE FINANCIEI UMA PARTE DO MEU SOBRADO PRA COMPRAR E NUM PUDE AMPLIAR MEU MERCADO, DAÍ ALIENEI O TERRENO EM UMA COTA DE CONSÓRCIO, QUE ACABEI ME APURANDO TODO E NÃO PUDE HONRAR AS PARCELAS, RESULTADO PERDI O TERRENO E AINDA CONTINUO ENROLADO COM O FINANCIAMENTO DO PRÉDIO, RESUMINDO NOS DOIS ÚLTIMOS ANOS ACABEI PERDENDO EM TORNO DE R$600.000,00 EM INVESTIMENTOS QUE NÃO DEU CERTO, HOJE ANALIZANDO TODA A SITUAÇÃO CHEGUEI NUMA CONCLUSÃO, EU ERA FELIZ E NÃO SABIA. MAS DIANTE DE TUDO ISSO HOJE REDUZI EM MAIS DE 60% O QUADRO DE FUNCIONÁRIO DA EMPRESA AS VENDAS DEVIDOS AS PERDAS CAIRAM MAIS DE 50%, A EMPRESA TÁ ENDIVIDADA, MAS MESMO ASSIM, SOU MAIS FELIZ QUE ANTES. PORQUE NOSSA FELICIDADE TEM QUE ESTAR FUNDAMENTADA EM DEUS, NA VIDA ETERNA, E NÃO NA VIDA QUE É TÃO PASSAGEIRA. AS VEZES COSTUMO DIZER UMA FRASE QUE NA MAIORIA DAS VEZES É A PURA REALIDADE. QUANDO VOCÊ ESTÁ NA PROSPERIDADE MATERIAL OS AMIGOS TE CONHECEM, MAS QUANDO VOCÊ ESTÁ NA DIFICULDADE FINANCEIRA VOCÊ CONHECE OS AMIGOS.ENTÃO O RECADO QUE MANDO É ESSE. CURTA A VIDA PORQUE A VIDA É MUITO CURTA.

    • Giovanni Azevedo Charret

      Opa Helio. Boa noite.

      Sempre devemos contar com opinião de amigos e outros empresários quando formos realizar uma operação com esse nível de risco. Jamais fazer isso em segredo.
      Que bom você amadureceu com isso tudo. Sobretudo, devemos aprender com nossos erros. Isso é evolução.

      Seu Helio, deveria buscar uma alternativa para essa queda tão grande nas vendas. Será que seu negócio ainda está fazendo dinheiro? Pode contar comigo em caso de ajuda.

      E obrigado pela bela frase sobre amigos. Contribui muito para o enriquecimento do trabalho.

      Muito obrigado pela atenção das palavras. Desejo muita determinação para você e Jamais perca a fé que a vitória chegará.

  • darci justino

    parabens pelo trabalho que voce faz artigo muito bom so nos faz cresçer muito em sabedoria e ser menos materialista pois vivemos num mundo do consumismo desenfreado ao ponto de esquecer que a outros valores ao nosso lado pquenos prazeres que nao custa dinhero pois fomos induzidos pelo sistema que sem dnheiro ou pouco dinheiro somos infelizes por isso vemos muitos assaltos assassinatos traficos drogas tudo para satisfaçao material nao que devemos desistir dos nossos ideais pois nosso tempo aqui e muito curto temos queaproveitar aomaximo com as pessoas que amamos eo resto e lucro bomdia

    • Giovanni Azevedo Charret

      1 – Por mais LONGE que você tenha chegado, não será maravilhoso se você não tem por PERTO as pessoas que ama e valoriza.
      2 – Siga sua paixão e trabalhe duro. Dinheiro é consequência.
      3 – O mundo perdeu o rumo. Mas não perquemos a fé. Os seres humanos vencerão no final.

      Darci, muito obrigado pela atenção das palavras. Você é o melhor estímulo para eu me superar a cada dia em busca de bom conteúdo.

  • É claro que ter uma mansão à beira-mar e uma garagem com vários carrões é muito melhor do que ter que pegar sei lá quantos ônibus e metrôs lotados e calorentos e morar numa casinha velha numa periferia feia e violenta. Ter uma vida pobre não livra ninguém de um câncer ou uma depressão, por exemplo. É preferível padecer num palacete do que num casebre. Quem você acha que deve ser mais feliz: o Brad Pitt ou o cara que varre a sua rua? Chega de hipocrisia! Só os verdadeiramente ricos e belos conseguem experimentar isso que na Terra chamam de “ser feliz”.

    • Giovanni Azevedo Charret

      Bom dia Hensen,

      Você teria um exemplo para compartilhar com a gente de uma pessoa pobre e infeliz, mas que depois de rica se tornou feliz?
      Porque na nossa ampla compreensão, felicidade é um estado do nosso espírito que independe de qualquer condição material. Daí que existem inúmeros exemplos de gente pobre, doente, até com câncer, mas que se sentem felizes.
      Essa felicidade dependente de bens ou condição econômica é vendida e alimentada pelo marketing agressivo das marcas, que tem a função de criar mercados para os produtos das suas empresas.

      Eles nos fazem supor que o Brad Pitt é mais feliz que o cara que varre minha casa, por exemplo. Tudo o que nós vemos dos artistas é só o que os que as assessorias de impressa permitem passar e quanto menos expostos a esse merchandising e propaganda prepotentes estivermos, menos dúvidas teremos sobre isso.

      A mais, não acho que você deva deixar de realizar seus sonhos ou buscar a riqueza. Por isso, sugiro uma nova leitura cautelosa desse Post.

  • Boa tarde, caro e humilde Giovanni: certamente a sua falta de vivência (ou seria de inteligência?) o faz repetir o mesmo blablablá de outras pessoas iguais a você, desinformadas sobre a vida, sobre o que é precisar de um remédio ou um médico e depender do SUS, só para ficar num exemplo bem brasileiro. Que as pessoas com mais saúde e melhor condição financeira tendem a viver mais e melhor é um fato, que até uma pessoa pouco inteligente consegue entender. Ignorância é desconhecer a vida e a si mesmo, como apontam suas opiniões, típicas de quem (por enquanto) está acomodado, dizendo-se “feliz”, em uma (enganosa) zona de conforto.

  • É isso aí, André. Você conseguiu conciliar opiniões e sintetizar a situação. Dinheiro traz coisas boas na vida, mas é preciso que o detentor desse dinheiro tenha também outros valores para se sentir realizado, de bem consigo mesmo, do contrário dinheiro algum trará isso que chamamos de realização pessoal. Veja o caso da falecida e talentosa cantora Amy Winehouse, que ainda muito jovem amealhou fama, fortuna, prestígio profissional, mas tinha uma vida pessoal tão pobre, tão vazia (um vazio que ela procurava inutilmente preencher com álcool e outras drogas), que não se pode dizer que tenha sido uma pessoa feliz, realizada, apesar de tudo que conseguiu. Sucesso de verdade, na vida, é uma conjunção de vários fatores e ter uma montanha de dinheiro é apenas um deles, ou consequência deles. Ter uma fortuna pode ser maravilhoso, mas se a pessoa não tiver maturidade e disciplina suficientes ela não será, de fato, uma pessoa afortunada.