Planejamento de viagem: 8 erros que você não deve cometer

Quem não gosta de viajar e conhecer culturas, praias e lugares diferentes? É difícil encontrar alguma pessoa que responda com um “não” a essa pergunta, até porque, além de proporcionar momentos inesquecíveis, viagens fazem um bem enorme para todos os turistas.

Quando falamos em planejamento de viagem, precisamos estar atentos a erros que podem ocorrer, prejudicando o sossego e a alegria de conhecer um lugar novo.

Então, sabendo disso, criamos esse conteúdo. Listamos os 8 principais erros de planejamento de viagem que você não deve cometer se quiser aproveitar ao máximo o seu período de folga. Vamos lá?

1. Não fazer um planejamento financeiro

Antes de tomar qualquer decisão, é preciso sentar e organizar as finanças. Até porque, sem essa organização, a sua viagem tem muito mais chances de dar errado, com imprevistos transformando o sonho em um pesadelo.

Por isso, sente, calcule e analise sua situação financeira. Assim vai ser possível estipular um valor máximo para poder gastar e não ter que se incomodar com isso quando estiver curtindo o destino escolhido.

Já imaginou ter que ficar anos pagando dívidas de sua viagem? Se você não quer que isso aconteça, não cometa um erro de planejamento financeiro e aproveite cada minuto da sua viagem.

2. Viajar em uma época ruim

Depende muito do que você está buscando no destino escolhido, mas escolher uma má época é um erro que muitos turistas, por falta de pesquisa, acabam cometendo.

Além disso, se o seu objetivo é gastar menos na viagem, o ideal é fazê-la em épocas de baixa temporada, pois restaurantes, bares e lojas terão um preço muito mais em conta, tendo em vista que não haverá uma grande aglomeração de turistas.

3. Deixar as reservas para a última hora

Todos nós sabemos que, quando deixamos algo para a última hora, o preço acaba saindo bem maior do que ao comprar com antecedência. Isso não é válido apenas para passagens e hotéis: serve para tudo!

Por isso, é importantíssimo, após o planejamento estar definido, fazer todas as reservas (dos hotéis até as passagens aéreas), para que você não gaste um valor absurdo comprando de última hora.

O mesmo acontece com bares e restaurantes. Quando você decidir jantar ou almoçar fora, procure o contato do local na internet e ligue para lá. Assim, não vão demorar a te atender e você se livrará das terríveis filas.

4. Não pesquisar sobre o clima local

Se você está saindo do Brasil para ir até o outro lado do mundo, o mínimo que deve fazer é pesquisar sobre o clima do destino. Imagine só chegar em fevereiro ao Canadá sem peças de roupa apropriadas para um inverno rigoroso?

Com certeza não será nada legal e, por isso, não te aconselhamos a tentar fazer um planejamento da sua viagem sem levar em conta o clima local.

Decidiu ir em fevereiro? Entre no Google e faça uma breve pesquisa, veja em qual estação do ano está, se faz frio ou calor e arrume suas malas de acordo com esse resultado. Assim, com certeza você aproveitará mais e não gastará além do planejado.

5. Esquecer do seguro de viagem

Se o seu pensamento é o de que não acontecerá nada, ou de que o país escolhido é completamente diferente do Brasil, tire essa ideia da sua mente agora mesmo.

O seu destino pode ser muito diferente do país em que vivemos? Sim, isso não é muito difícil de acontecer. Mas já dizia o ditado popular: “é melhor prevenir do que remediar”. E é exatamente isso que você deve fazer ao decidir viajar.

Portanto, faça um seguro de viagem. Sairá um pouco mais caro? Sim, com certeza. Mas o valor será gasto com algo que realmente vale a pena. Até porque, caso ocorra algo na sua viagem, o seu seguro estará pronto para te ajudar a resolver os problemas.

6. Não verificar os documentos

“Como assim, se esquecer de verificar os documentos? Isso não existe!”. Esse deve ser o seu pensamento agora, mas (acredite!) realmente acontece.

É muito comum ver pessoas querendo renovar passaportes e tirar vistos de última hora. Isso se deve pela falta de organização e planejamento.

Se você sabe que viajará no próximo ano, o mínimo que deve fazer é verificar o passaporte ou, caso não tenha, procurar fazer um e pesquisar se o destino escolhido precisa de visto.

Assim, é possível agilizar a documentação e chegar no dia da viagem tranquilo, sem correrias, e aproveitar ao máximo o passeio.

7. Desconhecer a cultura local

Existem países que são extremamente rigorosos com a vestimenta, tanto dos homens como das mulheres, por exemplo. Por conta disso, é extremamente importante pesquisar sobre a cultura do local antes de embarcar, e você deve acrescentar esse item no seu planejamento.

Já imaginou comprar ingressos para um show e não poder entrar com as roupas que você tem? Pois é, isso pode acontecer em alguns países por conta de suas tradições.

Então, se o seu objetivo é aproveitar essa viagem ao máximo, sem incômodos, é importante pesquisar sobre a cultura local, suas tradições e sua vestimenta, para não correr o risco de errar e pagar por algo que não vai conseguir visitar.

8. Não se preocupar com o plano do telefone

Existem muitos erros de planejamento de viagens, como já mostramos. Porém, esse é um dos que pode acabar gerando um gasto bem alto para você.

As operadoras cobram taxas absurdas de ligações quando você está em outro lugar do mundo. Então, caso a sua viagem seja um pouco mais longa, pense na hipótese de comprar um chip no local escolhido.

E se esse não for o caso, entre em contato com seus familiares pelo Wi-Fi de locais públicos ou até mesmo do lugar em que você se hospedar, através de aplicativos como Skype, WhatsApp, entre outros.

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

MAIS CLIENTES PARA O SEU NEGÓCIO

Se por um lado as redes sociais são ótimas formas de se divertir, elas também são peças-chave para um marketing digital de qualidade. Não à toa, cada vez mais empresas marcam presença nas principais redes sociais de modo a conseguir mais clientes. Mas você sabe que mesmo sendo um profissional liberal você também pode se aproveitar o uso dessas redes?

BAIXE O EBOOK AGORA

By | 2017-02-20T16:30:30+00:00 22 de fevereiro de 2017|Educação Financeira, Sucesso Financeiro|