Perspectivas Profissionais dos Brasileiros para 2017

94% dos brasileiros relacionam o domínio de línguas ao sucesso profissional, mas 52% não têm conhecimento em nenhum idioma estrangeiro.

Interessada em saber o papel das línguas estrangeiras na vida profissional dos brasileiros, o aplicativo alemão de ensino de idiomas Babbel realizou, entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017, uma pesquisa on-line com 1200 pessoas de todo o país.

Os resultados apontam que 94% dos entrevistados acreditam que falar outros idiomas aumenta as chances de alcançar cargos mais altos nas empresas e de encontrar trabalhos melhores. Contudo, 52% dos participantes afirmaram não ter conhecimento em nenhum outro idioma. Reforçando essa percepção dos brasileiros, uma pesquisa realizada pela Catho mostrou que o domínio de uma língua estrangeira pode aumentar o salário também em até 52%. Na Alemanha, por exemplo, 66% da população é bilíngue e 28% é poliglota*. Sendo assim, “um segundo ou terceiro idioma podem fazer a diferença, principalmente em países como o Brasil, onde não há muitos profissionais qualificados que falam mais de um idioma. Mesmo em tempos de crise, muitas multinacionais continuam abrindo escritórios no país. Aprender uma nova língua pode ser o trunfo necessário para garantir aquele emprego dos sonhos”, comenta Breno Pessoa, brasileiro, poliglota e Gerente da Babbel para a América Latina.

A conjuntura mundial aponta o mandarim como uma das línguas do futuro. No entanto, para 72% dos brasileiros entrevistados, o idioma estrangeiro mais útil para subir na carreira ou encontrar um trabalho melhor futuramente continua sendo o inglês. Mandarim foi citado apenas por 1%. A paulistana Sarah Luisa Santos, 31 anos, é Gerente de Conteúdo a Babbel, em Berlim. Além do português, ela fala espanhol, inglês e alemão. Sarah conta que não teria sido contratada por uma das empresas mais importantes da cena tech da capital alemã se não fosse o conhecimento de outro idioma: “Estudei Artes Visuais na Belas Artes de São Paulo e trabalhei como repórter na Editora Abril. Contudo, minha formação acadêmica e minhas experiências profissionais não seriam suficientes para trabalhar no exterior se eu não falasse pelo menos inglês fluentemente”.

Até o momento, a língua estrangeira que foi mais útil na vida profissional de 68% dos participantes da pesquisa foi o inglês. Em um distante segundo lugar, aparece o espanhol, mencionado como o idioma mais útil por apenas 8%. Esses dados coincidem com as preferências dos usuários da Babbel no Brasil. Os cursos mais assinados são: o inglês em primeiro lugar, seguido de francês e alemão empatados em segundo e italiano em terceiro. O espanhol é o quinto idioma mais procurado. Um dado curioso, já que a maioria dos países da América Latina tem a língua hispânica como oficial. Camila Rocha Irmer, Linguista e Editora da Babbel, acredita que alguns fatores podem justificar a preferência dos usuários brasileiros. Um deles é a aparente semelhança entre as línguas. “Algumas pessoas acham que é possível se comunicar com falantes de espanhol sem ter de aprender o idioma. A comunicação em que cada um fala sua língua (português e espanhol) é possível em situações básicas e talvez isso seja suficiente para alguns”, afirma Camila. Quanto ao mercado de trabalho, a linguista acredita que o movimento migratório de cidadãos de países falantes de espanhol para o Brasil é maior do que o movimento contrário. Talvez porque o Brasil tenha vivido um certo momento de crescimento e estabilidade que outros países latino-americanos ainda não tiveram. “Acho também que o Brasil ainda conhece muito pouco a beleza e a riqueza cultural dos países vizinhos. Temos uma fixação muito maior pela cultura estadunidense e pela tradição cultural do velho mundo”, comenta Camila.

 

*Fonte: Die Europäischen Bürger und Ihre Sprachen, página 18.

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

PROSPERIDADE FINANCEIRA NA PRÁTICA

O guia "Prosperidade Financeira na Prática" vai ajudar você a se livrar das dívidas, ajustar o orçamento e conquistar prosperidade financeira.

BAIXE O EBOOK AGORA
By | 2017-03-07T16:35:23+00:00 7 de março de 2017|Carreira, Sucesso Profissional|