Afinal, porque o planejamento financeiro é tão importante?

Todo mundo quer ter dinheiro suficiente na conta para aproveitar a vida e realizar os sonhos. Mas nem todo mundo consegue criar e manter um planejamento financeiro necessário para alcançá-los e acaba se perdendo entre tantas contas a pagar, dívidas acumuladas e despesas desnecessárias.

Sem dinheiro na conta, o desejo de comprar aquela casa na praia, fazer aquela viagem com sua família, trocar o carro velho por um zero-quilômetro ou morar fora do país vai continuar existindo apenas na sua imaginação.

Por isso, não deixe que a desorganização e o descontrole financeiro o impeça de chegar lá e alcançar o que quiser. Ter um bom planejamento financeiro pessoal é o primeiro passo para muita coisa boa na sua vida, e o principal deles é proporcionar a você uma rotina mais tranquila, uma conta mais gorda e, por fim, alcançar aquele tão desejado objetivo que nunca saiu do papel.

Não tem paciência para planejar seu orçamento, ou acha que, com isso, nada vai mudar? A seguir, apontamos 4 razões que vão lhe mostrar o tanto de coisas boas que o planejamento financeiro pode proporcionar para sua vida. Afinal, ninguém quer perder uma oportunidade de ouro por não ter se planejado antes, não é?

1. Você tem mais liberdade

Estar com as finanças em ordem significa passar longe daquele tipo de preocupação que o impede até de sair de casa e fazer qualquer coisa que envolva o ato de gastar. Quando você está no aperto, um mísero convite, por mais simples que pareça, já desencadeia o triste processo de contar as moedinhas e analisar se vale mesmo a pena comprometer o resto do mês para estar presente em um único evento.

Mas tudo isso pode ser evitado quando o seu orçamento pessoal não está comprometido. Aí, nesse caso, você pode ser o que quiser e fazer o que quiser, quando bem entender.

Quer sair do trabalho e ir a um happy hour com os amigos? Pode. Está com vontade de ir ao cinema? É só pegar o carro e sair de casa. Deu vontade de convidar aquela pessoa especial para jantar? É só escolher o restaurante.

Dinheiro na conta é sinônimo de liberdade e distância das preocupações. Não esqueça disso.

2. Você consegue fazer planos

Uma folga no orçamento permite que você possa tirar do papel aqueles sonhos que sempre desejou e sempre estiveram a uma distância enorme da realização: trocar de carro, viajar, comprar uma casa, financiar a faculdade dos seus filhos, e por aí vai. Com dinheiro e organização, tudo isso é possível. Acredite!

Grandes sonhos demandam grandes somatórios de dinheiro, mas, quando tiver o suficiente para realizá-los, você não precisará nem se preocupar se terá dinheiro ou não para continuar bancando esses gastos no futuro.

Lembre-se de que, se você tem uma reserva hoje, significa que já deu o importante pontapé inicial para se tornar um bom poupador. Já aprendeu, por exemplo, que é só continuar se planejando para que as coisas se mantenham como estão. Em outras palavras: só depende de você mesmo!

3. Você pode fazer seu dinheiro render

Com um bom planejamento financeiro é possível juntar uma boa reserva. Mas, em vez de deixar o dinheiro parado na sua conta bancária ou na poupança, você poderá aplicá-lo em investimentos mais rentáveis. Isso vai turbinar as suas economias e fazer o valor acumulado render ainda mais. Já pensou nisso?

É possível comprar ações de empresas, investir na Bolsa de Valores, apostar em uma previdência privada ou emprestar dinheiro para o Tesouro: as opções disponíveis hoje no mercado financeiro são muitas, basta procurar uma agência bancária, conversar com seu gerente e descobrir qual alternativa é mais vantajosa para o seu perfil.

E não é preciso esperar o primeiro milhão acumular na sua conta, não. Com pouco dinheiro, você já consegue investir em uma boa aplicação e, se for possível, desde já começar a transferir rendimentos mensais mais baixos antes de aumentar esse valor.

Hoje, os investimentos são mais interessantes e rentáveis que a tradicional caderneta de poupança e se tornaram uma ótima oportunidade para você cogitar encaminhar o seu dinheiro. Pense nisso!

4. Você pode garantir uma aposentadoria mais tranquila e confortável

Você certamente está acompanhando a polêmica em torno da Previdência Social no país. As novidades no processo têm deixado muita gente preocupada com o futuro e com o momento da aposentadoria: com um sistema quebrado, de onde as pessoas vão tirar o seu sustento sem trabalhar?

Em vez de ficar se perguntando como vai ser o depois, o melhor a fazer neste momento é se preocupar com o agora e começar a poupar e se planejar financeiramente desde já.

Independentemente de como estará a Previdência no momento da sua aposentadoria, ter boas economias guardadas desde já é sempre importante. Afinal, ninguém quer ficar confortável só agora. Um dia, o futuro vai chegar e todo mundo quer viver com tranquilidade após tantos anos de trabalho duro.

Esses são apenas alguns exemplos que trouxemos para você perceber que existem (bons) motivos de sobra para começar a economizar e conseguir manter uma reserva de dinheiro na conta desde já. Como vimos, o planejamento financeiro será sempre a decisão mais correta e acertada para que você consiga manter o total controle da sua vida e evitar que o seu dia a dia seja inundado por ainda mais preocupação e estresse.

A dica, então, é simples: comece aos poucos a guardar dinheiro até que isso se torne um hábito para você. Quando o dinheiro começar a engordar a sua conta, não o tire de lá. Você não precisa gastá-lo imediatamente. Guarde-o para ocasiões importantes e para a realização de sonhos. Gaste-o com aquilo que realmente vale a pena e lhe dá prazer.

E quando acumular uma boa reserva, vai ser possível experimentar uma das melhores sensações que existem: uma vida com mais tranquilidade, despreocupação e controle.

BAIXE NOSSO EBOOK GRÁTIS

PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL

Neste e-book você terá acesso às melhores práticas para se planejar financeiramente. Do controle de contas a aprender como entender e controlar as despesas fixas e variáveis, passando por como definir prioridades e identificar gastos supérfluos, que podem comprometer o orçamento.

BAIXE O EBOOK AGORA

By | 2017-02-20T17:57:36+00:00 19 de abril de 2017|Educação Financeira, Sucesso Financeiro|